Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Página inicial > CONCLUSÃO
Início do conteúdo da página

CONCLUSÃO

Publicado: Terça, 28 de Julho de 2020, 09h49 | Última atualização em Terça, 25 de Agosto de 2020, 10h18 | Acessos: 115

O Plano de Desenvolvimento Institucional é de fundamental importância para que sejam alcançados os objetivos do IFPA. No PDI, para cada objetivo proposto foram propostos indicadores e metas, algumas de responsabilidade somente de uma ou de outra unidade. Outras metas são desdobráveis, ou seja, cada Campus deverá contribuir para o seu alcance.

Da mesma forma como o PDI foi construído com a participação de todos os segmentos da instituição, de forma coletiva, transparente e democrática, todos os servidores e alunos deverão também contribuir, de forma integrada, para o alcance dos objetivos propostos. É necessário que cada segmento, que cada setor, que servidor, que cada discente, observe em qual objetivo, indicador ou meta ele se insere, para então trabalhar para o alcance dos resultados esperados. Mesmo que não sejamos responsáveis diretos ou indiretos pelo alcance desses resultados, deveremos monitorar a sua execução e cobrar dos responsáveis estratégias e ações que levem ao melhor desempenho institucional. Ou seja, cada cidadão, cada cidadã, deve se sentir responsável pelo PDI do IFPA.

A Plataforma ForPDI permitirá o cadastro do PDI e o seu acompanhamento por parte da comunidade interna e externa. É preponderante que todos acessem a plataforma para ler e compreender cada item que compõe o PDI, principalmente sua Missão, Visão, Valores, Objetivos, Indicadores e Metas.

O PDI deve ser detalhado em planos táticos e operacionais pelas unidades administrativas que compõem o IFPA. Nesses planos, estará a garantia de que de fato o Plano Estratégico será executado. No nível tático, os PDCs dos Campi deverão ser elaborados de forma alinhada com o PDI, da mesma forma que os planos operacionais de cada departamento, diretoria, coordenação, setor, colegiado, deverão estar alinhados aos PDCs e, por conseguinte ao PDI.

Faz-se mister destacar que todos os objetivos possuem riscos inerentes a eles e que podem vir a impedir que sejam alcançados. Portanto, é imperioso que todos somem esforços para mitigar tais riscos e com isso contribua para o cumprimento efetivo dos objetivos. Pela primeira vez, foi elaborado e incluído no PDI um Plano de Gestão de Risco, que deverá ser observado por todos.

A partir dos objetivos, indicadores e metas propostos, o PDI direciona o IFPA a ser uma instituição de excelência não somente nos seus processos finalísticos, mas também no que tange à gestão dos processos meio. Para o alcance de resultados mais significativos, o PDI aponta para o maior uso das tecnologias, incluindo sistemas que possam fazer a gestão das informações institucionais e entregar dados que permitam analisar o desempenho da instituição. É preciso inovar em todos os setores da gestão e dos processos finalísticos para que tenhamos um IFPA mais moderno e com maior excelência.

Fim do conteúdo da página